#rpsp Deuteronômio 5


Quer conhecer e saber como participar do Reavivados por sua palavra? Então clique aqui
Não leu ainda os outros capítulos? Corre pra ler e clique aqui. 


No capítulo 5 Moisés convoca todo o povo de Israel e inicia o seu segundo discurso recapitulando o decágono (ou 10 mandamentos) dado por Deus 40 anos atrás no Monte Sinai, como podemos ver em Êxodo 20. Moisés ordena que o povo aprenda e cumpra estes mandamentos e, afirma que esta aliança não foi com os antepassados daquele povo, mas com todos nós que estamos vivos (incluindo você e eu, pois como vimos no capítulo anterior, enquanto houverem céus e terra esta lei será válida). 

Os quatro primeiros mandamentos dizem respeito ao relacionamento do homem com Deus e, são eles:


  • Eu sou o Senhor. Não terás outros deuses além de mim: lealdade à Deus e reconhecimento de que Ele é único e soberano.                                                                                                                                                                        
  • Não farás para ti nenhum ídolo: diz respeito ao culto correto e agradável ao Senhor. Ensina que nada deve se tornar um ídolo em nossa vida à ponto de tomar o lugar de importância que apenas Deus deve ter.                                                                                                                                                
  • Não tomarás em vão o nome do Senhor: trata-se da reverência que devemos ter para com Deus. Tomar o nome do Senhor tem relação com o testemunho que nós, que nos intitulamos povo de Deus, estamos dando durante a nossa vida.                                                                                                                                                    
  • Guardarás o dia de sábado a fim de santificá-lo: este mandamento trata de santidade. O sábado é um memorial da criação (como vemos em Êxodo 20:8-11) e, ainda, um memorial da libertação do povo de Deus da servidão do Egito (e, nos dias de hoje, da possibilidade de libertação da servidão do pecado), isto é, uma lembrança semanal de que nós fomos libertos da escravidão por Ele. Este é o memorial da nossa obediência e dependência ao Pai e, o Seu propósito é que, neste dia, coloquemos de lado tudo o que pode interferir na comunhão direta entre a criatura e o seu Criador.                    

Os seis últimos mandamentos são voltados para normas de caráter e boa convivência dos filhos de Deus. São eles:   

  • Honra teu pai e tua mãe: a maior autoridade deixada por Deus na terra são os nossos pais, portanto, se conseguirmos respeitar a autoridade deles, não somente conseguiremos respeitar as autoridades de nosso país, mas o próprio Deus.                                                                                                                                
  • Não matarás: representa o respeito à vida no geral.                                                                                               
  • Não adulterarás: um mandamento à conservação da pureza.                                                                                   
  • Não furtarás: caráter de honestidade.                                                                                                                          
  • Não darás falso testemunho contra o teu próximo: um mandamento que garante, se cumprido, a veracidade das informações e uma convivência mais leve (sem mentiras).                                                                                                                             
  • Não cobiçarás: diz respeito ao contentamento que se deve ter, não desejando a prosperidade do próximo, mas estimulando um espírito de gratidão por nossa vida. 
 

O capítulo 5 chegou ao fim,
mas ainda dá tempo de participar comigo! ♥

Clica na foto ao lado ou procura
@adventurer_isa no Instagram
pra a gente conversar!

Todas as imagens do post 
foram tiradas do Google 

Mais posts

0 comentários