#rpsp Deuteronômio 3


Para saber do que se trata o projeto Reavivados por sua palavra, clique aqui. Se quiser ler os outros capítulos, clique aqui. 

Após a vitória contra Seom o povo subiu rumo à Basã, onde Ogue (o rei de Basã) atacou-os com todo o seu exército em Edrei. A Palavra diz que Ogue era o último sobrevivente dos refains e media cerca de 4 metros de altura, mas mesmo com sua dimensão e todo um exército muito bem capacitado, o povo de Israel o derrotou, pois Deus havia ordenado: não tenham medo. Confiando em Deus foram conquistados cerca de sessenta cidades em toda região de Argobe (conhecida como A terra de gigantes).

Gravura de Johann Balthasar Probst, 1770. Retrata a cama do rei Ogue (deuteronômio 3:11).
Tendo vencido Ogue e conquistado estar cidades, Moisés começa a dividir as terras entre as tribos, ordenando (conforme Deus mandara) que os guerreiros marchassem à frente para ajudar seus irmãos a conquistar as terras que ainda não haviam sido conquistadas para, só então, retornar para as propriedades que Deus havia lhes dado.


Neste momento, Moisés recapitula com Josué a história do povo mostrando a importância de se conhecer seu passado para aprender com ele e, então, liderar para construir o futuro, sabendo que em todas estas lutas o Senhor é quem lutará ao lado deles.

Moisés implora a Deus para que possa entrar na Terra Prometida que o Senhor havia dito que ele não entraria. Deus manteve sua palavra, mas permitiu que Moisés subisse ao ponto mais alto do Monte de Pisga e avisasse, com seus próprios olhos, a terra que Deus havia prometido ao povo de Israel.
O Senhor ordenou que Moisés fortalecesse e encorajasse Josué, pois ele seria o líder que atravessaria o Rio Jordão com o povo e lhes repartiria por herança a terra que Moisés havia visto.


Ansioso para o próximo capítulo? Ainda dá tempo de participar! ♥

Clica na foto ao lado ou procura
@adventurer_isa no Instagram
pra a gente conversar!

Todas as imagens do post 
foram tiradas do Google 

Mais posts

0 comentários