Uma lição para não-insetos




Olá querido leitor,

há quanto tempo não nos vemos. Trago-lhe a boa notícia de que estive todo esse tempo a refletir. Estive pensando a respeito de minha estadia neste planeta e, claro, de sua imensurável importância. Aqueles que me acompanham assiduamente através das redes sociais (Instagram, claramente), podem assegurar-lhes de que, no decorrer de meu momento de análise, muitas coisas aconteceram e, é sobre estas que hoje resolvi escrever-lhes.

Durante os meses que se passaram de julho até agora, experimentei sentimentos que nunca havia experimentado. Fui levada a percorrer o amargo caminho ao fundo do poço e, estando lá, imaginei que não poderia piorar. Estava errada, é claro. Perdi as esperanças por diversas vezes e, confesso-lhes, estava a preferir a morte. Mas, sem adentrar em detalhes, cá estou escrevendo mais um post para vocês.


Apesar de todas as dores, aprendi algo importante que gostaria de transmitir: nós sempre temos capacidade de aguentar mais do que acreditamos que conseguimos.  E se você, meu caro leitor, duvida desta minha afirmação, lhe convido a buscar em suas memórias momentos de sua vida em que sentiu que não suportaria o fardo da dor. Lembre-se de como se sentia e, de o que havia acontecido para isso. Agora, quero que encare o fato que irá lhe convencer de meu ponto de vista: se hoje você está lendo este texto, significa que, mais um dia, você conseguiu aguentar o que imaginou que não iria.

Provado meu ponto de vista, voltarei à lição. Continuamente estamos passando por situações que parecem grandes demais para nosso pequenino corpo. Situações que fazem com que nos sintamos como pequeninos insetos em meio à giganteza dos objetos humanos, como Kafka ilustra em sua novela A metamorfose. Mas eu preciso, também, lembrar-lhe (e a mim diariamente) que, se nós somos como insetos em meio ao caos da vida, aquele que nos criou à sua imagem e semelhança não somente é maior que os problemas que nos rodeiam, mas também maior que todo o universo em conjunto.



O que isso nos diz? Bem, se nós somos suas criaturas e Ele, nosso criador, maior do que a infinitude que se estende no universo, sem dúvidas haveria não somente de nos cuidar, mas de nos presentear com a capacidade de resistir à todas as adversidades que haveriam de surgir. Sabendo que tudo que existe está submisso à sua permissão, temos a certeza de que tudo nós podemos através da força que nos é dada (Filipenses 4:13) e, que nada além desta capacidade seria permitido nos ocorrer.

Portanto, meu querido leitor, por quem eu tenho grande apreço e cuidado, lhe peço que mantenha estas palavras vivas não somente em sua mente, mas também em seu coração. E, quando chegarem as dores, as lágrimas e as adversidades que, sem sombra de dúvidas, haverão de chegar hora ou outra, peço também que se lembre de sua grande força. Se lembre que, dentro de si, você possui muito mais força e resistência do que imagina hoje e que, amanhã, você olhará para trás tendo vencido mais uma batalha. E, claro, estamos todos juntos nessa.

Isabelle Pegado


Me segue no Instagram pra a gente se conhecer mais ♥

Clica na foto ou procura:
@adventurer_isa




Mais posts

0 comentários